A escola
_MG_2914 Atualmente, o novo paradigma da educação mundial é a hospitalidade. O modelo de escola-depósito-de-conhecimento já ficou para trás, até porque o conhecimento a humanidade já tem estocado, basta a disponibilidade de cada um em buscá-lo. A escola é estéril e sem significado se não traça um objetivo que traga benefícios maiores à humanidade.Apostamos na formação ética e estética de nossas crianças por acreditarmos que farão a diferença na melhoria de nossa sociedade enquanto cidadãos, seja qual for seu papel no exercício profissional futuro. Seres éticos, que saibam tolerar, respeitar, amar, e assim conviver em comunidade. Seres estéticos que sintam, pensem e façam, e, assim, aliem razão e emoção.

O fato de sermos uma escola alternativa não significa que as crianças não sejam tratadas objetivamente. Trabalhamos com conteúdos, mas de forma diferente da escola tradicional. Não somos um depósito para “cuidar” de crianças; não temos uma única babá. Fazemos um trabalho voltado para o desenvolvimento da cognição e da criatividade da criança de acordo com sua faixa etária, porque concebemos o cuidar dentro do educar. Fazemos com que a criança tenha sua curiosidade alimentada e sua imaginação é sempre considerada como algo importante de ser observada. Fomentar na criança a liberdade de expressão, o não-conformismo, a curiosidade e o desejo de fazer descobertas é ajudá-la, desde pequenina, a reforçar sua personalidade com características indispensáveis para a expressão da habilidade criativa. O clima educacional e o procedimento do professor facilitarão a criança a pensar independentemente, a testar suas idéias. É importante reforçar que a influência dos pais na Educação dos seus filhos é maior do que a dos professores. Procuramos levar em conta que a criança não pode - nem deve! - ter a escola do adulto. Abolimos algumas regras e adotamos outras para garantir liberdades que os pequenos devem ter, como: não obrigatoriedade a farda no cotidiano, liberdade de ficar descalço, o direito de ir e vir das salas de aula, entre outras. Isto confere à criança sanidade emocional.

Entendemos que o conhecimento e o pensamento são construídos através da ação. Privilegiamos a pesquisa, a experiência e a descoberta, partindo das situações concretas e do interesse da criança; em vez de respostas prontas, oferecemos estímulos para sua busca. Por isso a Pedagogia de projetos é a forma que priorizamos da Educação Infantil ao Ensino Fundamental. “Trabalhando eu cresço” é a forma com que proporcionamos o conhecimento. Nesta escola todos os professores são instruídos e conscientizados do valor que é construir uma criança autônoma, curiosa e ativa. Possibilitando a mobilidade da criança, estamos, também, possibilitando o desenvolvimento do seu pensamento. “Aprender dentro da vida” é poder manusear a água, criar castelos de areia, fazer sua própria massinha, se sujar, não ter medo de fazer suas descobertas através de projetos de vida. É também não ter medo do colega mais afoito, mas defender-se. É levantar-se sozinho dos seus tombos. É não ter medo de sorrir e de chorar. Dentro desta metodologia de trabalho, o professor não é confundido com a tia, com a vovó, com a mamãe ou com a madrinha; mesmo que a criança tenha se adaptado em chamar a professora de tia, a sua função é bem definida: a professora é companheira de pesquisa, portanto, sua função é conduzir a criança a ser mais e mais ativa e buscar incessantemente seu conhecimento. É isto que faz o diferencial quando aos 8, 9, e 10 anos ela têm a autonomia intelectual nos seus seminários e suas criações de forma geral. No que concerne a integridade, procuramos trabalhar de forma a não separar a cabeça do coração, ou seja, o trabalho cognitivo vem sempre acompanhado do emocional, razão pela qual o trabalho de corpo como relaxamento, expressão corporal, etc., fazem parte do cotidiano da escola. Em vista disto, é sumamente importante o trabalho que antecede a ida à sala de aula, que chamamos de Bom Dia e Boa Tarde.

Aprendendo
“Trabalhando eu cresço” é um imperativo do nosso dia-a-dia para todas as crianças, do maternal ao 5° ano. Construir no banquinho de areia, na marcenaria, na aula de articulinária, um texto, um problema de matemática tem o mesmo valor e é isto que a escola pretende despertar na criança: o senso do saber-sentir-fazer e assim, no dia-a-dia, vão construindo também seus portfólios. Este ano, o lema escolhido é a obra de Monteiro Lobato. Em torno dela se desenrola toda a vida da escola, dos trabalhos didático-pedagógicos, propriamente dito, aos eventos. Isto faz com que mesmo nossas festas sejam acontecimentos sócio-culturais.

Nenhuma escola pode desconsiderar a importância da alimentação na formação do ser humano. A ausência dos pais devido às grandes jornadas de trabalho aliada a falta de conscientização de que o alimento previne doenças e a propaganda em massa de junk foods deixa um pouco esquecido que a força do hábito alimentar gera comportamento à favor apenas da indústria alimentícia. A saúde da criança ficou em segundo plano. Mas a escola detém o tempo e o espaço necessário para inverter este quadro doentio, que resulta - a médio e longo prazo - em obesidade, diabetes, fadiga, depressão e tantas outras doenças, sem contar com a dependência das drogarias. Na nossa escola, as crianças não podem trazer comida. Ela é preparado na cozinha da própria escola, priorizando alimentos naturais, como frutas, verduras, cereais, receitas regionais de acordo com o nosso clima. Queremos que as crianças habituem-se à alimentação racional humana, abolindo enlatados e guloseimas. O lanche acontece de forma coletiva, pois assim desenvolvemos a socialização. Estimulamos as crianças a comer sozinhas, a mastigar os alimentos, a não estragar comida.

Damos grande importância ao desenvolvimento do corpo e da criatividade. Nossa experiência, aliada ao estudo da criatividade, tem nos mostrado que a interferência dos adultos restringindo a ação das crianças quando brincam e a falta de desenvolvimento dos sentidos levam-nas a uma observação deficiente do mundo que as cerca. Sem a agilidade e espontaneidade tão natural, as crianças tornam-se tensas, inibidas e reprimidas. Propor um ambiente onde a mobilidade de ação seja possível é nosso primeiro trabalho com crianças que vêm das mais diversas realidades familiares. As oficinas - parte integrante do currículo da escola - são a complementação da formação de nossas crianças. As oficinas são dinâmicas, sendo algumas de caráter permanente, outras transitórias. Procuramos fazer com as crianças um trabalho onde possam realmente apresentar um produto final dentro de suas possibilidades. Assim, uma oficina de arte, culinária ou marcenaria é tão importante quanto qualquer outra atividade pedagógica. Merece dos pais toda a atenção necessária. A escola dispõe das seguintes opções de horário:   Ensino regular - meio período (20 horas semanais - pela manhã (de 7:30 às 11:30) e pela tarde (de 13:30 às 17:30). Para o meio período, além das disciplinas regulares*, as crianças também participam das oficinas de Artes, Xadrez, Marcenaria e Língua Estrangeira (inglês, a partir do 2º Ano/7 anos).   Período semi-integral** ((26 horas semanais, 32 horas semanais e 38 horas semanais, respectivamente)), manhã OU tarde + 1 dia inteiro (sexta, de 7:30 às 17:00); manhã + 2 dias inteiros (segundas e quartas, de 7:30 às 17:00); manhã + 3 dias inteiros (segunda, quarta e sexta, de 7:30 às 17:00). *As disciplinas regulares do Ensino Fundamental são: linguagem, matemática, geografia, história e ciências. **O período semi-integral só está disponível para crianças a partir do Jardim I (4 anos). - Existem oficinas que são exclusivas dos alunos do período semi-integral. - Crianças da Educação Infantil do turno da tarde podem fazer oficina de Natação durante este turno.   No ano de 2017, as seguintes oficinas são oferecidas: - Segunda-feira e quarta-feira, pela tarde: Artes Plásticas; Circo; Ginástica Olímpica; Judô; Natação; Violino. - Sexta-feira (tanto pela manhã quanto pela tarde): Ciências e Tecnologia; Circo; Culinária; Musicalização; Robótica (a partir do 1º Ano/6 anos).

Aprender dentro da vida é nossa proposta, por isso priorizamos a pedagogia de projetos que falam de vida. Trabalhando pela pedagogia de projetos, colocamos nossas crianças em posição privilegiada em relação à forma tradicional de estudar. Tentando levar a criança à busca do seu conhecimento, fazemos com que a mesma trabalhe em todas as áreas de uma forma lúdica e criativa, favorecendo o seu desenvolvimento cognitivo ao despertar o gosto pela pesquisa e ensinando-lhes desde cedo a levantar hipóteses ao invés de cobrir e copiar. O resultado deste trabalho é a criação do livro pela própria criança – seu portfólio – fugindo assim do pensamento retilíneo do livro didático.

Nosso primeiro objetivo com a criança que está chegando à escola é torná-la o máximo possível independente, porque “não se pode ser livre sem ser independente” (Maria Montessori). Isto requer cooperação dos pais para que o trabalho feito na escola não seja desfeito em casa, uma vez que só quem será prejudicado é a própria criança. Apesar de terem toda a liberdade para ir e vir e de não serem forçadas a permanecer nas salas, as crianças têm atividades dirigidas, trabalhando nos seus projetos, sendo levadas a extrapolar o ambiente da sala de aula, que pode ser no jardim, no pátio, fora da escola, etc., dependendo do objetivo e da idade.

Cotidiano
A vida da nossa escola é muito rica, é única, pois vai muito além de uma sala de aula com carteiras e livros. Essa faceta existe mas não é um fim em si. Acreditamos que todo lugar é potencialmente "sala de aula". Fazer, pensar e sentir é o que fundamenta nossa prática no dia-a-dia. É algo que se cria e recria diariamente com todos juntos e em cada um: trabalhamos em grupo e em projetos, porém a internalização do conhecimento acontece em cada um de forma única. É parte do nosso cotidiano, tão rico e dinâmico, que compartilhamos com vocês. Para saber mais, você pode nos acompanhar pelo blog: http://www.escolasempreviva.com.br/blog-sempre-viva/ Também escrevemos quinzenalmente para o Jornal Contraponto. E ainda tem nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/semprevivaescola Brincando e trabalhando com as mãos na terra, a criança cria uma relação mais próxima e entende melhor toda a beleza e poesia que há em nosso planeta. É em contato com a água, com a terra, com o verde que a criança aprende a respeitar e zelar a natureza em toda sua magnitude. Tábua da maré Há mais de 30 anos, natureza é a nossa escolha.

Agenda

Retrospectiva: o que aconteceu aqui em 2016.

Janeiro

Projeto 2016
- Capacitação em serviço de professores e funcionários

Fevereiro

- Início do ano letivo com todas as crianças - Reunião de apresentação da escola - Reunião de passagem 1º para o 2º ano - Carnaval Sempre-Viva

Março

- Dia da mulher - Dia mundial da água - Nossa Páscoa - Projeto sala de cinema 1º trimestre - Dia do circo

Abril

1 - Abril para os livros
2 – Consciência indígena
- Fechamento dos projetos literários do trimestre com participação de pais/mães - Reunião de Pais – avaliação do I trimestre - Capacitação em serviço de professores e funcionários

Maio

TEMA GERADOR 2º TRIMESTRE _ ÁGUA: CUIDAR COMO? POR QUÊ?
- Festa da Família - Feira do Conhecimento - Camping dos 3º, 4º e 5º anos

Junho

São João
Olimpíada Social Integrada

Julho

Férias dos educadores

Agosto

Aniversário da cidade de João Pessoa
- Camping 1º e 2º anos - Fechamento dos projetos literários do 2º trimestre - Projeto Sala de Cinema - Reunião de avaliação

Setembro

TEMA GERADOR 3º TRIMESTRE _ CIDADANIA: FORMAÇÃO DA CRIANÇA CIDADÃ
- Olimpíada Social Integrada - Minha Pátria Meu Lugar - Revisitando o espetáculo brincantes 2015/ 2016

Outubro

Semana da Criança
- Mostra cultural (protagonismo infantil) - Dia do Saci

Novembro

Novembro Negro: Por uma infância e Escola sem racismo
- Fechamento dos projetos literários do trimestre - Exposição do Projeto Afro - Excursão dos 1º e 5º anos - Capacitação em serviço de professores e funcionários

Dezembro

- Aula da Saudade - 1º e 5º anos - Fechamento das oficinas - Ensaio geral - Concerto de Natal - Espetáculo - Reunião de Avaliação
Obs.: Este calendário não inclui reuniões de planejamento, aulas-passeio específicas a cada projeto trabalhado nas salas, nem eventuais apresentações surgidas no dia-a-dia da escola.       Família Sempre-Viva.
Galeria
  Mais fotos
Contato

Telefone

(83) 3244-6042

E-mail

contato@escolasempreviva.com.br

Trabalhe conosco

curriculo@escolasempreviva.com.br